Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cheia

cheia

05
Set21

Aniversário

cheia

Aniversário

 

Hoje, completo a bonita idade de setenta e seis anos

Estou muito grato por aqui ter chegado

É longo o caminho já andado

Quando olho para trás vejo o progresso navegado

Da candeia de azeite ou de petróleo, à eletricidade

Do burro ou da carroça, às viagens espaciais

Das estradas em macadame: no verão pó, no inverno lama, às autoestradas

Das canseiras das mulheres, no vai-e-vem de cântaro de barro à cabeça, a caminho da fonte, à água canalizada

Só quem a carregou sabe avaliar quantos litros gastamos, quando abrimos a torneira

A televisão, a caixa mágica, que mais nos cativou, e para, sempre, as nossas vidas mudou

O plástico, hoje, tão contestado, sem culpa da utilização, que lhe temos dado, responsável por tanto progresso alcançado

Quem me dera que em 1958 já tivesse um uso generalizado, teria evitado que ficasse envergonhado, quando, pela primeira vez, uma freguesa me pediu para embrulhar meia dúzia de laranjas, coloquei-as em cima do balcão, sobre o papel pardo, ao embrulhá-las, cada uma fugiu para seu lado

Quem não assistiu ao nascimento da esferográfica, não imagina a revolução causada, pela amiga, que nunca mais nos abandonou

No dia em que foi publicado, no Diário do Governo, que se podiam assinar cheques e escrituras, com uma esferográfica, um advogado disse que era um dia histórico

A caneta de tinta permanente tinha perdido a exclusividade, para documentos assinar 

O aparecimento dos Beatles veio fazer o mundo vibrar e alguns costumes modificar

Numa paragem de autocarro, no início da moda do cabelo à Beatles, estava eu e um senhor, de muita idade, quando chegou um rapaz com o cabelo à Beatles, o idoso insultou-o, dizendo; “seu Beatle, seu porco”  

Mas o que mudou tudo, foi a independência da mulher, que estava em casa, dependente, financeiramente, do marido, sem o hábito de se empregar. Passou a trabalhar a dobrar: dentro e fora de casa

A pílula e os eletrodomésticos vieram ajudar, e até a guerra do Ultramar, em que as mulheres foram chamadas a ocuparem os lugares dos homens, que tiveram de embarcar

Nem todos conseguiam, a pronto, os eletrodomésticos, comprar

Surgiram as vendas a prestações, que ate aí não existiam. Alguns tentaram resistir, dizendo que continuariam a comprar a pronto. Contudo, o tempo mostrou-lhes que tinham de aderir ao novo sistema de aquisição de bens, se queriam ter televisão, frigorífico, ………..

Estava implantado consumismo: compras a prestações, cartões de crédito, conta-ordenado e, tudo o resto que a imaginação tem inventado, não sendo preciso esperar pelo dia do pagamento do ordenado, para comprar ” tudo” com que tinham sonhado

O faxe foi uma das grandes invenções do século passado, para além do computador, que já caiu em desuso. Mas quando apareceu foi muito útil e admirado

Mais de três quartos de século é muito tempo, mas não o suficiente, para  abraçar toda a gente.

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

   

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2007
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub