Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cheia

cheia

30
Mai22

A incerteza (10)

cheia

A incerteza (10)

 

As relações entre os homens são como alguns fenómenos naturais

Os tremores de terra e os vulcões vão, durante muitos anos, libertando pequenas tensões, evitando grandes calamidades

Mas, chega um momento em que isso não é suficiente, dando lugar a grandes tremores de terra e a grandes explosões vulcânicas

Assim, parece estar a acontecer com os homens, depois de 77 anos sem guerras mundiais, com escaramuças, por todo o mundo, para libertarem o ódio, que certos povos nutrem uns pelos outros, as diferentes religiões, visões, patamares de desenvolvimento, desigualdades, sem esquecer os que se julgam superiores

Putin abriu a caixa de pandora, ao invadir a Ucrânia, fazendo com que o mundo livre se tenha levantado contra ele

Biden está a contar as espingardas, para saber com quem pode contar, para enfrentar a China, caso esta invada Taiwan

Quando as nações, em vez de cooperarem, começam a prepara-se para se enfrentarem, não podemos esperar nada de bom

 É mais dinheiro para a defesa, menos para o que é essencial para as populações, mais pobreza

A quantidade de dinheiro que é gasto em armamento, defesa, guerras dava para acabar com a pobreza

Mas, infelizmente, os homens não se conseguem entender, estão sempre a tentar saber qual é o mais forte, quem tem armas mais mortíferas, e os povos aplaudem os grandes desfiles militares!

Recentemente foi criado o Quadro Económico Indo-Pacífico

(The Indo-Pacific Economic Framework) (IPEF), que conta com 13 países: Estados Unidos da América, Austrália, India, Brunei, Indonésia, Malásia, Filipinas, Singapura, Tailândia, Vietnam, Nova Zelândia e Coreia do Sul

Em 2015, devido às duras sanções aplicadas à Rússia, pela UE e os Estados Unidos, aquando da anexação da Crimeia, foi criada a União Económica Eurasiática (UEE), que inclui a Rússia, a Arménia, Bielorússia, Cazaquistão e Quirguízia,

 

Somos um país de acolhimento, há 82 anos muitos luxemburgueses refugiaram-se em Portugal, fugiram da guerra, à semelhança do que está a acontecer com os ucranianos

Entre eles veio a grã-duquesa do Luxemburgo, Charlotte, acompanhada pela mãe, Maria Ana de Bragança, filha de D. Miguel, com vistos passados por Aristides de Sousa Mendes

A sua comitiva era composta por cerca de 70 pessoas

Devemos orgulharmo-nos de sermos um povo acolhedor, que já deu, por diversas vezes, provas de que está sempre pronto para acolher quem necessita de abrigo.

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

     

 

 

 

 

 

  

04
Mai19

Primavera portuguesa

cheia

Portugal deitou-se nas trevas de uma ditadura

Acordou na radiosa Primavera de 1974

Ninguém imaginou que estávamos na esquina do futuro!

Passou o dia na incerteza de qual seria o seu futuro

Foi uma noite, que se prolongou por todo o dia, sem se saber o desfecho

Na falta de um cigarro, que um soldado pediu a uma senhora, para queimar o nervosismo

Esta, muito triste por não ter cigarros, deu-lhe um cravo vermelho, que ele colocou, no cano da espingarda

Foi o fim das guerras coloniais, o nascimento da revolução dos cravos

Mas, a noite, a madrugada e o dia foram muito longos e de muita ansiedade

Primeiro foi o frente a frente, na rau do Arsenal, dos carros de combate de Cavalaria

Felizmente, imperou o bom senso: os militares do Regimento de Cavalaria nº7, de Lisboa, não obedeceram à ordem de fogo

Estava ultrapassado o primeiro obstáculo: os militares não iam disparar uns contra os outros

De seguida os homens da Escola Prática de Cavalaria, de Santarém, comandados por Salgueiro Maia, dirigiram-se para o Convento do Carmo, onde se tinha refugiado o Primeiro-Ministro, Marcelo Caetano

Depois de posicionados os carros de combate, para a eventualidade de terem de disparar, o largo do Carmo começou a encher-se de populares

Ao longo da tarde, por várias vezes, Salgueiro Maia utilizou um altifalante, pedindo que se rendessem

Sem resposta dos sitiados, o comandante militar mandou disparar uma rajada de metralhadora, sobre o edifício

Passado algum tempo, depois deste aviso, entrou no Convento um carro com o General Spínola, para que Caetano lhe entregasse o Governo do país

Foi um dia muito longo e muito importante, não só para os portugueses, como para todas as colónias portuguesas

Com a nossa Revolução nasceu uma nova era

O Mundo nunca mais foi o que era.

José Silva Costa

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2018
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2017
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2016
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2015
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2014
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2013
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2012
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2011
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2010
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2009
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2008
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2007
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub