Segunda-feira, 12 de Março de 2018

Fabricantes de impostos!

Mais dinheiro para a Europa

 

Como os ingleses vão deixar de pagar entre 10 a 14 milhões

Os governantes dos restantes vinte e sete têm dos ir buscar a algum lado!

O que é que eles melhor sabem fazer?

Criar novos impostos: dá milhões e não custa nada

Querem uma taxa de 1,3% do PIB de cada estado membro

Portugal terá de arrotar com mais 600 milhões de euros

O que é isso, para um país que tem o ordenado mínimo mais baixo?

Por isso, o Primeiro-Ministro aplaude com as duas mãos

Depois, dizem-se muito admirados por os eleitores votarem em partidos, que querem sair da União Europeia

Os governantes, durante a crise, puseram-nos a pão-e-água

Mas, eles continuaram com todas as mordomias

As empresas tiveram de despedir pessoal, proceder a restruturações

Em Bruxelas e Estrasburgo continuaram incólumes à austeridade

Com a saída do Reino Unido, em vez de inventarem novos impostos, reestruturem o funcionamento dos órgãos da CE, acabando com a correria, entre Bruxelas e Estrasburgo, de malas, papéis e pessoas. Já estamos no século XXI!

Não serão assessores a mais, deputados a mais, mordomias a mais, para governarem povos com dinheiro a menos?

Saiam das vossas redomas de vidro, onde andam sempre aos abraços e beijinhos, com piadinhas sem consequências, como “ chegou o ditador”, mais abracinhos, mais palmadinhas nas costas, como se tudo fosse mel, sem desempregados, sem refugiados, sem pobres: um paraíso!

Não façam mais nada, inventem só impostos, que os eleitores, para o ano, dão-vos a resposta, não se interessando em votar, para as eleições europeias.

 

José Silva Costa

 

 

  

 

 

tags: ,
publicado por cheia às 21:07
link do post | favorito (3)
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. Romantismo

. As Mães

. Tudo o que nos torne dign...

. Abril

. Prémio indesejado

. Avós

. O centenário

. Individualismo

. Primavera

. Fabricantes de impostos!

.arquivos

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Lost in... no Alentejo

. Vamos ver o pôr do sol ao...

. "Attero": O desperdício, ...

. Pois.

. muffins aveia e especiari...

. Ilusão

. A Galinha Patareca e o Re...

. há cada uma #5

. Ainda que...

. Do Park Güell ao Cosmopol...

blogs SAPO

.subscrever feeds