Segunda-feira, 1 de Janeiro de 2018

Contra a corrente!

Contra a corrente!

 

 

Mais um Ano!

Nada melhor para o receber do que barulho, destruição, poluição, fogo-de-artifício

Tanto dinheiro queimado, em todo o Mundo, para tentar esconder, o seu estado!

Recordes e mais recordes de destruição e poluição

Toneladas, muitas toneladas, cada ano mais toneladas, de fogo-de-artifício rebentado

As multidões aplaudem, embasbacadas, ao desaparecimento, de tanto milhão, em poucos minutos, queimado

A manutenção desta tradição (aberração) é tão grave, que já teve de ser proibida em algumas cidades, porque não suportam mais poluição

Este jovem século, que acaba de atingir a maioridade, já rebentou com seculares tradições:

As touradas, o trabalho dos animais nos circos, a obrigatoriedade de, todos, fumarmos nos transportes públicos, nos espaços públicos, fechados, sem que o desejássemos, matar muitos pinheiros naturais, para os enfeitarmos de árvore Natal

Coisas impensáveis, no século passado!

Fomos, tantas vezes, acusados de estarmos no lado errado

Mas com muita determinação, o caminho tem sido andado

Quero saudar a entrada hoje em vigor da proibição de fumar, em locais públicos e privados de utilidade pública, onde estiverem menores

Para recebermos o ano novo não precisamos de derreter milhões de euros, sem sentido

Basta-nos a música, a confraternização, a alegria, a amizade, a solidariedade, com o álcool, um pouco de juízo!

 

Penamacor

 

Esta bonita Vila tem baseado a sua atração, no madeiro de Natal

Mas, tudo o que é demais não presta

Todos os anos, queimar toneladas e toneladas de madeira, sem qualquer utilidade, nem sentido, não deve ser a melhor maneira de o fazer

Mais uma vez por causa dos recordes!

Tal é o exagero, que os Bombeiros têm de estar presentes, não vá uma tragédia acontecer!

Queimar muitas toneladas de árvores em poucas horas, pode ser um pouco de vaidade

Mas, criá-las, leva um pouco de mais tempo. E, não vejo tantos entusiastas a aplaudirem o evento.

Bom Ano

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por cheia às 14:49
link do post | comentar | favorito
14 comentários:
De jabeiteslp a 1 de Janeiro de 2018 às 15:36
E eu que nasci na Benquerença
Concelho de Penamacor
deixo só
que da tradição do Interior
no Madeiro de Natal
aquecia-se a Alma e o "istombre"
em alegria e uns copos pró frio sem igual
entre outras "chóriçadas"
sempre bem cantadas
numa boa desgarrada... Bom 2018
https://www.youtube.com/watch?v=tNeJr-loGjU


De cheia a 1 de Janeiro de 2018 às 16:38
Que iguarias tão apreciadas
Chouriças assadas
Quando do Madeiro se podiam aproximar
Um copo de medronho
Para as gargantas afinar
Para um desgarrada
Em que qualquer um podia entrar!

!


De mami a 1 de Janeiro de 2018 às 19:35
verdade... mas muito duro para começar o ano


De cheia a 2 de Janeiro de 2018 às 19:45
Tens razão, mas as imagens ......!

Sem qualquer dureza, desejo-vos um excelente Ano.


De omeumaiorsonho a 1 de Janeiro de 2018 às 20:08
Tens muita razão naquilo que escreveste.
Bom ano.
Beijinhos


De cheia a 2 de Janeiro de 2018 às 19:32
Devem trocar o fogo de artifício por iluminações multimédia.

Bom Ano


De Carlos a 2 de Janeiro de 2018 às 12:14
É verdade, gastam-se milhões! E se fizermos uma análise mais profunda, porque não investir esse dinheiro nos mais necessitados?
Mas depois vem o reverso da moeda, ou seja, sem festa não há multidão e sem multidão os negócios não lucram...É um ciclo!
Eu sei, era escusado a quantidade de fogos de artifício que mais parecem entrar em despique entre cidades!
Bom ano amigo.


De cheia a 2 de Janeiro de 2018 às 19:09
No Dobai foi substituído por iluminação multimédia.
Mais tarde ou mais cedo vai ser proibido, devido à poluição.
Bom Ano

Um abraço


De HD a 2 de Janeiro de 2018 às 18:43
Não percebo por ainda se continuam a gastar milhões em fogo de artifício... :s


De cheia a 2 de Janeiro de 2018 às 19:25
Porque, por enquanto a opinião pública, ainda adere!


De O ultimo fecha a porta a 2 de Janeiro de 2018 às 23:10
efetivamente cai-se nos exageros para recordes e turismo...


De cheia a 3 de Janeiro de 2018 às 21:29
Há recordes que têm sentido. Em Albufeira fizeram um bolo-rei enorme, ofereceram-no em fatias, em troca dum donativo, para os Bombeiros.


De Tuk Tuk em Sintra a 3 de Janeiro de 2018 às 12:14
Ecxelente blog! Bom ano!


De cheia a 3 de Janeiro de 2018 às 21:33
Muito obrigado pelas amáveis palavras.

Um feliz e próspero 2018.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

15
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Abril

. Prémio indesejado

. Avós

. O centenário

. Individualismo

. Primavera

. Fabricantes de impostos!

. O Dia!

. Solidariedade

. A ver o mar

.arquivos

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Mural o Sonho

. O Falso Comunitarismo e a...

. Passeio até às Azenhas do...

. Ai, que eu fui nomeado! F...

. Sugestão para o Dia da Mã...

. há cada uma! #2

. Birra de criança Bali uma...

. A aplicação dos fundos eu...

. 18. Coisinhas que me irri...

. As histórias do National ...

blogs SAPO

.subscrever feeds