Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cheia

cheia

21
Dez19

Bem-vindo!

cheia

O Inverno

Este ano vai chegar vestido a rigor

Não vai vestir a roupa do amor

A tua roupa tem cor: é escura!

Não vale a pena vires de cor-de-rosa

Porque as tuas roupas são:

Vento, frio, chuva, neve

Lá que faças umas trevas pelo Natal!

Tudo bem, e as famílias agradecem

Vires disfarçado é que não é do agrado

Porque não podes deixar de fazer o teu trabalho

Por muito que ele não seja, por alguns, apreciado

O vento, o frio, a chuva, e a neve são tão precisos, como o sol é amado

Por seres incompreendido e mal olhado é que foste beneficiado

Com a maior festa da família, no teu reinado

Privilegiado, por seres, por dois anos, beijado

Portanto, não se sintas acanhado

Alguém tem de fazer o trabalho aturado

Porta-te bem nas madrugadas

Para que ninguém te culpe pelas mortes nas estradas

Já nos basta a “Elsa,” ter fechado o Outono, com morte e desgraça

Para lavar os rios, que tanto precisavam, podia ter tido mais cuidado

Para se ver um rio alagado

Não era preciso ter tudo estragado

Ainda bem que não é, por nós, o tempo, governado

Feliz Natal para ti e para todos nós.

 

José Silva Costa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

32 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2007
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub