Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

cheia

cheia

03
Jul18

Beijos e abraços

cheia

O IP3

 

Há um ano, os incêndios ceifaram a vida a mais de uma centena de pessoas, o que levou com que os políticos e o país descobrissem o interior

Há um ano que todos os dias, todos os políticos visitam as zonas destruídas, distribuindo beijos, abraços e promessas, como se as pessoas não precisassem de mais-nada

Agora, finalmente, foi anunciada uma obra de 134 milhões de euros, mas só para o ano que vem: a reconversão do IP3

Uma estrada, cujos projetistas e todos os responsáveis, pela mesma, deveriam ser condecorados, pelo trabalho exemplar: a estrada da morte

Os grandes investimentos, no interior do país, são sempre muito escrutinados, pelos pensadores, que vivem na capital.

O mesmo não acontece quando se trata de enterrar milhões no futebol, como aconteceu com os novos dez campos de futebol, do euro 2004, que alguns nem sequer conseguem dinheiro para a sua manutenção, quanto mais para a amortização.

Quanto tive de ouvir e ler por causa do Porto de Sines, durante muitos anos apelidado de elefante branco!

Hoje considerado um investimento estratégico

Com a barragem do Alqueva, décadas e décadas de discussão, sem que alguém tomasse uma decisão

O mesmo está a acontecer com o aeroporto de Beja: a maior pista de aviação do país

Há dias serviu de recurso para a descolagem de um voo chater, que não conseguiu horário no aeroporto Humberto Delgado

Os passageiros reclamaram e com razão, mas espero, que um dia o aeroporto de Beja, ainda tenha uma solução feliz

E, pergunto,qual a razão para que Beja seja a única capital de distrito, que não tem uma autoestrada?

 Hoje, todos os oplíticos se dizem interessados em desnvolver o interior do país, projetos não faltam!

Mas, infelizmente, são só para ingles ver e caçar votos, porque as eleições estão à porta.

José Silva Costa

 

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D