Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cheia

cheia

28
Jun15

O Panteão

cheia

Sofia, hoje, 02/07/14, enclausuraram-te no Panteão, naquela triste escuridão

Não sabem que os poetas preferem a multidão!

No meio do trânsito, mesmo que seja em contramão

Na boca de todos, na sala de aula e no recreio

A saltitar e a jogar ao pião

Mas, infelizmente, há quem os queira na prisão

Sem falarem com ninguém, não vão dizer, o que alguém não quer

É por isso que os fecham a sete chaves

Se em vida o não conseguirem

Aproveitam a morte, para o fazer

Esquecem-se que mesmo mortos, os podemos ler

Não é por os deixarmos de ver

Que os vamos esquecer.

 

 

José Silva Costa

28
Jun15

A gravata e a solidariedade

cheia

A gravata e a solidariedade

Os gregos desrespeitaram a senhora Merkel, ao votarem numa alternativa, que ela não aprova. E isso viu-se no primeiro dia em que os representantes da Grécia foram recebidos em Bruxelas. Naquele clube não podem entrar desengravatados: pessoas que pensem pela sua cabeça, que não obedeçam as ordens vindas de Berlim.

A CE funcionou enquanto houve em França, políticos capazes de equilibrarem os pratos da balança. Desde que a França se colocou no mesmo prato dos Alemães, a balança desequilibrou e a ditadura avançou.

Com a crise do sistema financeiro, devida ao liberalismo, em que não era precisa regularização, os Bancos foram à falência, mas Alemanha e França com a desculpa da salvação do sistema, transferiram os custos desse desastre, para os povos.

Assim, criaram a troika, para a qual chamaram o FMI, impuseram um défice incompatível com a recessão, uma austeridade insuportável , para pagarmos os negócios ruinosos dos senhores banqueiros.

Com estes políticos, vamos ver onde vai parar a CE, porque a solidariedade destes senhores consiste em dar uma chouriça a quem lhes der um porco.

 

27
Jun15

A Grécia

cheia

Uma lição de democracia

Se os gregos forem chamados a decidirem o seu futuro, estão dar uma grande lição de democracia à Europa.

Em democracia é o povo que manda e não os que se julgam donos dos destinos dos povos.

Nas campanhas eleitorais prometem mundos e fundos. Depois de subirem ao poleiro fazem tudo ao contrário, como aconteceu com Passos:

“ Não aumentarei os impostos

Não cortarei pensões nem ordenados

Só nomearei as pessoas pela sua competência, nunca pela sua cor partidária.”

Agora, que não se sabe se o barco ao fundo, nas próximas eleições, está a arranjar portos seguros, para todos os amigos, abrindo consulados que tinha sido fechados, devido à crise, pelo seu Governo, quando Portas era Ministro dos Negócios Estrangeiros.

20
Jun15

Dia Mundial dos Refugiados

cheia

Dia Mundial do refugiado

A quanto foste obrigado!

Deixar tudo para tentares salvar a única coisa que temos: a vida

Tanta guerra, tanto ódio, tanta intolerância, tanta ganancia: racismo

O Sol quando nasce é para todos, aonde?

Somos demasiado egoístas para repartirmos o Sol com os outros!

Se nem do Sol somos capazes de abrirmos mão, como tratar o outro como irmão?

Devemos ter sempre presente que “ Toda a Gente é Pessoa”

 

José Silva Costa

18
Jun15

A longa e negra ditadura

cheia

«  O casamento das professoras não poderá realizar-se sem autorização do Ministro da Educação Nacional, que só deverá concedê-la nos termos seguintes:

   1.º -  Ter o pretendente bom comportamento moral e civil;

    2.º - Ter o pretendente vencimentos ou rendimentos, documentalmente comprovados, em harmonia com  os vencimentos da frofessora.»

                                         ( Art. 9º do decre. nº 27:279, de 24-11-936)

   

     As interessadas devem requerer a Sua Excelência o Ministro com fundamento no artigo citado, e juntar ao requerimento documentos comprovativos da idoneidade moral e civil, bem como dos vencimentos ou rendimentos do seu niovo.

 

    Os processos respeitantes a pedidos de autorização para casamento de professoras de ensino primário devem ser acompanhados de parecer dos directores dos distritos escolares.

     Também é condição indispensável ao deferimento que os pretendentes comprovem a data desde a qual se encontram na situação económica que torna possível a autorização do casamento, bem como a estabilidade que a mesma pode oferecer.

                                          (Da cir. nº 30-L. 2, de 7-4-937)

17
Jun15

Qinta posição

cheia

Na corrupção, entre trinta e quatro, obtivemos a quinta posição!

Como costumam dizer, estamos no bom caminho!

Conseguimos um honroso lugar

Com um pouco mais de treino, ainda alcançaremos o primeiro.

Para este sucesso, muito tem contribuído o intercâmbio internacional!

Ainda que, por vezes, as coisas corram mal

Nada como nos sentirmos aliviados

Porque o peso na consciência, dizem, é tramado.

Infelizmente, bons exemplos não nos faltam

Por isso, continuo muito preocupado.

12
Jun15

Todos de acordo

cheia

Caros Amigos,
Passou despercebido à maioria da população que andava ocupada (em termos de comunicação social), com a greve da TAP, a peregrinação a Fátima e o campeonato nacional de futebol (para a trilogia só faltou o fado), o aumento que os deputados concederam aos seus partidos para ter mais dinheiro para gastar no próximo ato eleitoral de outubro. Com efeito, consultando o documento em anexo, ficamos a saber que de 7.432.062,00€ inicialmente previstos em outubro de 2014, os partidos políticos concorrentes às eleições legislativas de outubro de 2015 irão afinal dispôr de 14.484.303,58€, mais 7.052.241,58€, coisa pouca.
Será que é necessário dispender tanto dinheiro numa campanha eleitoral? O diferencial acima mencionado não poderia ser melhor gasto noutro setor? Numa altura em que todos os dias se assiste a falhas gritantes na saúde e educação, por falta de verbas para o dito normal funcionamento, estes sete milhões e picos de euros não mereciam uma melhor aplicação?
Vamos lá colaborar e denunciar esta situação, que dos média mereceu a classificação de não publicar.

04
Jun15

Futebol/corrupção

cheia

Com a queda do Espirito Santo, Jesus mudou de clube, mas não mudou de manto!

Continua sob o manto do Espirito Santo. Agora, pela mão do Sobrinho, um grande leonino.

Por que razão tanta comemoração, tanta emoção, tanto fanatismo, se os campeões são fabricados com dinheiro sujo?

À custa de fome, miséria e morte!

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D