Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cheia

cheia

29
Mar15

Nem casa, nem pão!

cheia

Listas

A moda é a criação de listas, mas as que estão em voga são:

A lista dos VIP, a dos pedófilos, a das compras, que não tem fim e as listas negras, que não têm conta.

A VIP é a mais espiolhada. Quem é que não lê as revistas VIP e cor - de – rosa, ou qualquer noticia que tenha a palavra VIP ?

Na famosa lista VIP temos:

O Sr. Aníbal, que se queixou de que as suas pensões não chegavam para as despesas!

Como somos muito solidários, mas não gostamos de enfiar barretes, todos o quiseram espiolhar, para confirmarem se era verdade ou não, antes de entrarem com qualquer contribuição.

O Sr. Passos, que nos informou de que não pagou a segurança social, e não sei se os impostos, porque não tinha dinheiro.

AÍ, saltou-nos a tampa, como se costuma dizer. Então, quando não pagamos a segurança social ou os impostos, não nos espiolham tudo, para verem se temos algum carro, mesmo que seja velho, algum bacio, alguma cadeira, etc., para os levarem, sob penhora?

O Sr. Portas, que comprou submarinos e carros de combate. Ora, todos somos muito, e bem, interessados em tecnologias. Assim quisemos saber se esses equipamentos se coadunavam com a nossa guerra.

Uma lista VIP feita à medida do Governo, para tentar esconder-nos a conduta dos seus principais responsáveis, como se não se apanhasse mais depressa um mentiroso que um coxo!

Ah! Desculpem-me, esqueci – me do Sr. Núncio. Mas não fui só eu, todos se esqueceram dele!

Diz que não criou a lista, quem teria sido?

Como é que se compreende que os cofres estejam cheios, que estejamos a pagar muito, em juros, para que isso aconteça, fazendo com que a dívida já tenha ultrapassado os 130% ?

Que gestão é esta? Se têm dinheiro, paguem a quem devem, deixem de andar a brincar com o nosso dinheiro!

As pessoas sem casa, sem trabalho, sem pão. Um Governo figurão!

Sou contra todas as listas VIP, quero que todos sejam espiados por todos." Quem não deve, não teme"!

26
Mar15

Os superiores interesses das crianças

cheia

Os superiores interesses das crianças!

 

 

Num negro dia de Inverno

Num jardim tornado inferno

Com as árvores despidas                                                                                                        

E as plantas não floridas

O pai e a filha nas despedidas

De tantas oportunidades perdidas

Eram muitas as feridas

Nas famílias desunidas.

Quem não merece ser avô

Com a neta ao colo atirou

Ao pai da neta, a vida tirou

A neta nunca lhe perdoou

Porque um homem, outro matou.

 

José Silva Costa

 

23
Mar15

Pensam nos filhos?

cheia

A guarda dos filhos

Quando a realidade é mais rápida que as mentalidades!

Quanto tempo, ainda, será necessário para nos adaptarmos, ao novo fenómeno, que se chama divórcio?

Infelizmente, ainda, há poucos pais que se entendam quanto à guarda dos filhos, travando grandes batalhas campais, para que um não veja a criança.

Como é que um pai ou uma mãe, que querem o melhor para os seus filhos, não querem que ambos estejam, em separado, ou juntos, dentro do possível, com os progenitores?

Que culpa têm as crianças, que tenham deixado de se entender? Que não se queiram ver? Que até existam razões para que isso possa acontecer?

As crianças são quem não têm nenhuma culpa, mas são as que mais sofrem, porque é muito traumatizante verem os pais desavindos. Para crescerem felizes, e um dia a poderem transmitir a outros, necessitam dos cuidados e carinhos dos dois.

Mas, do que não precisam nada, é que lhes estejam , sempre, a infernizar o juízo, dizendo mal do outro progenitor, em que não há nenhum defeito, que ele não tenha!

Se querem ver os vossos filhos crescerem felizes, ainda que estejam separados, e isto vos custe, digam-lhes: “ o teu pai é o melhor do mundo, e vice versa “

Não façam guerras, porque eles amam ambos, gostam muito que estejam com eles, principalmente , nos momentos mais difíceis: na escola, para mostrarem aos amigos, que têm pais que se preocupam e que os amam.

Sei que é pedir muito! Mas, para transmitirmos confiança, felicidade às nossas crianças, tudo o que fizermos por elas, é pouco.

Elas nunca terão culpa da nossa “ má fortuna, amor ardente” ( Luís Vaz de Camões)

 

José Silva Costa

 

 

18
Mar15

Sintra

cheia

SINTRA

 

Um sorriso para os olhos

Perfume para os sentidos

Uma fonte para a sede

Paraíso na Terra esculpido

Com princesas no sentido

E namorados a segredar ao ouvido

Os rumores das frescas fontes

Levados pelo mourejar das águas

Que beijam as pontes

E sonham com mares nos horizontes

Pintados por juras de amantes

Deitados em lençóis de lua cheia

Que a romântica cama estreia

E a bela serra incendeia

Na Regaleira ,Monserrate ou Capuchos.

Enfeitados com Colares

Os colos de quem a passeia

Fazem de Sintra uma sereia

A espreguiçar-se nas ondas

No bronze das suas praias

Onde as beldades se despem de vaidades

Na nudez das novidades

Contam com o brilho do sol

Para se guindarem a estrelas

Das construções na areia

Levadas pelas ondas, na maré cheia.

 

José Silva Costa

12
Mar15

RTP

cheia

Se a razão, da exoneração dos diretores da RTP, for o seu pedido de esclarecimentos à Entidade Erguladora para a Comunicação Social, então, a nova administração está a começar muito mal! 

07
Mar15

Dia Internacional da Mulher

cheia

Mulher

Símbolo da Humanidade, que não sei descrever, mas aquém, até os deuses deviam   obedecer, cuja mais nobre missão é dar luz ao coração!

Flor delicada, que incendeia a madrugada!

Ser enigmático, onde nasce a vida!

Porto de abrigo, porto seguro, onde me sinto reconfortado, como se fosse barco, depois de ter naufragado!

Mãe, que maior alegria, de que quando rebenta um choro e nasce um novo dia, que mesmo com o cordão   umbilical cortado, fica para sempre ligado!

Mãe, que ocupação mais ocupada, que está sempre preocupada, não tem um minuto de descanso, nem de noite, nem de dia, nem mesmo na noite fria!

Mãe, não tenho palavras para te agradecer, por me teres ensinado tudo o que tinhas no teu coraç­ão, mas já é tarde para to dizer. Pois, não soube aproveitar o tempo, enquanto te pude ter.

Para todas as mães do Mundo, a minha admiração e gratidão.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D