Terça-feira, 14 de Março de 2017

Vendedores de ilusõesGuerra

Os vendedores de ilusões

 

Passado um século, infelizmente, voltamos a estar confrontados com o regresso à exacerbação dos nacionalismos, com promessas de paraísos na terra e virgens no céu!

Como se o fecho de fronteiras, confrontos entre os povos, guerras, intolerâncias, alguma vez, tivesse contribuído, para a felicidade dos povos!

Os ditadores servem-se de chavões, para se eternizarem, no poder, dando a entender que são muito democratas, oferecendo referendos, onde tentam conseguir o poder absoluto.

“Nova portugalidade, amplas liberdades, política patriótica, soberania, saída do euro”, em fim! Tentam capitalizar os descontentamentos provocados por crises, que as democracias não souberam evitar ou resolver, como tem acontecido, desde 2008, cujos políticos, ainda, não foram capazes de enfrentar quem nos roubou.

Pelo contrário, alguns, pedem-nos para não abrirmos a boca, porque os mercados podem-nos castigar, como, nos está a acontecer, cobrando-nos juros muito mais altos!

Um bom motivo para não nos continuarmos a endividar, fazendo-nos querer não eram para pagar!

Afinal, temos de as pagar, e com língua de palmo.

Não serão os novos ditadores, disfarçados de democratas, que estão a emergir, por todo o lado, que contribuirão para melhorar a vida dos povos, porque o que farão, em último caso, será mandar arrufar os tambores, para que se matem uns aos outros.

 

 

José Silva Costa

publicado por cheia às 18:36
link do post | favorito (2)
|
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O brilho da nação!

. Adeus

. Verso e reverso

. O que faço?

. Censurados!

. O Clima......

. Se o ridículo matasse ......

. Outono

. Infeções!

. Setembro

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. [LIVROS] | As Coisas Que ...

. O Órfão . Capítulo III

. Vaidades

. Já sentiram empatia hoje?

. "The handmaid´s tale": fi...

. Como nasce o amor....

. Os professores deram-me u...

. Há Festa no Panteão! E Ma...

. Oh inclemências indignada...

. Ruas...

blogs SAPO

.subscrever feeds