Quinta-feira, 3 de Novembro de 2016

Carta de condução

Instituto da Mobilidade e dos Transportes

 

 

Onde ainda não chegou o “simplex”

 

Imensas filas alegram a madrugada lisboeta

Muitos, as cartas de condução vão levantar, que os CTT devolveram, porque o carteiro estava com pressa de ir para casa ou para outro lado.

Fazendo com que o meio caminho andado se tornasse no meio caminho ao lado

Quando poderia ter recebido a carta, no aconchego do lar, tive de ir para a capital pernoitar

Tudo em prol do desenvolvimento e da produtividade, numa vergonhosa burocracia e incompetência

Não há “simplex” que lhe consiga quebrar a resistência

Mudaram-lhe o nome e competência, mas nada adiantou, nem sei se piorou

Um país cheio de startups , com um IMT a carvão, se funcionasse é que era admiração

Não há neste país, ninguém com engenho e arte, que seja capaz de acabar com este desastre?

Levantei-me bem cedo, já sei o que a casa gasta, porque já lá tinha passado, há anos, um dia inteiro, para apenas dizer, que já tinha, a um sucateiro, um carro velho, entregue

Quando me vi despachado, pedi o livro de reclamações, ao que me responderam que estava muito acima do rés-do-chão

Não subi as escadas, voei-as, desabafei, dizendo que o que me fizera perder um dia, podia fazê-lo na internet.

Meses depois veio a determinação: já se podia fazer o abate dos carros antigos, pela internet

Assim, desta vez, cheguei pelas oito horas, a fila já dava a volta ao quarteirão: uma hora a fumar, sem nada pagar, o tabaco dos da frente, de trás e do lado, com uma garganta que nunca o fumo tem tolerado, mesmo que nunca tenha fumado, o fumo, nela, parece arame farpado. Foi mais meio-dia estragado.

 

 

 

 

tags:
publicado por cheia às 18:37
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Carta de condução

.arquivos

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. #dia 365 - Um ano de Hips...

. "Onde começa o assédio e ...

. Super Nany e a reação dos...

. Conversas da escola - Sup...

. Neve, Sol e brincadeira n...

. senhorios vs Inquilinos e...

. Sismo e planos de emergên...

. De que cor é o teu sol?

. Ainda há menos de 100 ano...

. Dos justos não reza a his...

blogs SAPO

.subscrever feeds