Quinta-feira, 8 de Junho de 2017

Matar dois coelhos com uma cajadada

O Presidente da República bem queria, aos portugueses, poupar um dia

Sondou os Partidos, no sentido de as próximas eleições legislativas e europeias se realizarem no mesmo dia

Mas, todos os Partidos se mostraram contrários ao que ele queria

Estarão os Partidos convencidos, que os portugueses não conseguem fazer duas cruzes, no mesmo dia?!

Matar dois coelhos com uma cajadada?

Não. Obrigado, disseram-lhe, eles

As campanhas eleitorais são como que romarias: festas, almoços, jantares com beijinhos e abraços

Ora, reduzir a metade toda esta euforia, todo este convívio, toda esta animação era um desperdício!

Até porque, cada vez, são mais raras as antecipações de eleições, o que faz com que só tenhamos estes festejos de quatro em quatro anos

Com a geringonça nasceu a esperança de que voltasse-mos aos tempos de eleições, todos os anos, mas, por enquanto, o tripé contínua de pé

E que fazer ao dinheiro, que se pouparia?

Ninguém foi capaz de responder a essa questão. Assim, o melhor é não querer inventar

As campanhas são para esclarecer e informar, nada de querer, as coisas, complicar

Se os candidatos têm todo o prazer de, todas as campanhas, fazer, não os queiram entristecer

É um trabalho muito duro e desgastante, mas, é para isso que vive o nosso representante

Capazes de darem a vida, pelos seus representados, não se furtam a nenhum sacrifício, para serem nossos deputados

E, não faltam candidatos, para estes trabalhos forçados, para os quais há, sempre, tantos voluntários!

Portanto, fiquem todos tranquilos, por que em campanhas eleitorais, nunca entrará o simplex

Nem nos atos eleitorais, que continuarão a ser presenciais, para nos vermos, nas votações

Há coisas, que nunca mudam!

 

José Silva Costa

 

 

publicado por cheia às 19:28
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito (1)
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Matar dois coelhos com um...

.arquivos

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Trump o egoísta inconsequ...

. Pelo Port Vell até Drassa...

. Senhor Costa confunde o p...

. Preço da criatividade

. Mas Ela não Queria Atrave...

. Quando o CM, de repente, ...

. Estes pais que nos tramam

. o começo de um novo reina...

. Quando a Raridade é Norma...

. Raríssimas, não é caso ra...

blogs SAPO

.subscrever feeds