Sábado, 2 de Abril de 2016

Lisboa

Lisboa, para onde vais?

Não te chegues perto do cais

O rio não tem mais sorrisos nem ais

Não sabes se ficas se vais!

O Mundo atrais

Com flores, odores, e que mais?

Com o teu espreguiçar e amanhecer, no cais

No futuro vão ser sempre mais

As flores a querem subir ao cais

De onde os séculos partiram

Para não voltarem mais

Perderam para sempre os teus cais

Aventuraram-se demais

Empurrados pelo brilho dos teus sais

Na esperança de voltarem

A receber mais flores

Sempre, sempre mais amores.

 

tags: ,
publicado por cheia às 23:07
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Lisboa

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Por que não se calam?!

. O discurso em Portugal e ...

. Terrorismo

. Desconversando...

. Do processo do Sócrates

. Sobre mim, a propósito de...

. Entrevista de Sócrates à ...

. #dia 273 - É já amanhã! +...

. Viajar pela imaginação

. Constantes da vida.

blogs SAPO

.subscrever feeds