Domingo, 27 de Novembro de 2016

pobres

Pobres

Quatro décadas passadas

Os pobres continuam a aumentar

A fome e a miséria continuam a matar

Mas os milionários estão sempre a engordar

Quantos têm de empobrecer para criar um milionário?

Mas temos o espirito natalício: luzinhas, lacinhos, bolinhas

Tudo para inebriar e anestesiar o pessoal, com luzinhas a acender e a apagar

Os deserdados têm como casa os cartões, das prendas dos barões, muito sensibilizados

Atiram aos enregelados, um cêntimo emoldurado, nos votos de feliz Natal

Como se isso os iluminasse, para o resto do ano, e de mais nada precisando

Que época de contrastes: alegria, tristeza, indiferença, fome, frio e desperdício!

Feliz Natal, feliz Natal, feliz Natal, feliz Natal, feliz Natal, feliz Natal, feliz Natal, feliz Natal

 

 

 

publicado por cheia às 21:43
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Chic'Ana a 28 de Novembro de 2016 às 11:00
Cada vez existe um fosso maior entre as classes sociais...
Beijinhos


De cheia a 28 de Novembro de 2016 às 19:56
Mas, todos os políticos, nos atos de posse, dizem que vão governar para os mais desfavorecidos!


De cheia a 28 de Novembro de 2016 às 23:04
Mas todos os políticos, quando tomam posse, referem que vão governar, tendo em atenção os mais pobres.


De HD a 28 de Novembro de 2016 às 22:37
Feliz Natal... não é para todos, de certeza! :(


De cheia a 28 de Novembro de 2016 às 22:59
Infelizmente não. Mas não se admite tanta desigualdade.


De HD a 28 de Novembro de 2016 às 23:00


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Os últimos dias

. Nove anos!

. Não temos emenda!

. O Verão negro de 2017

. Uma flor

. A seca

. Quantos são?

. Almoços grátis!

. Verão

. A sala de visitas de Port...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. os erros e a crítica grat...

. Até num hospital existe p...

. Joias

. Os funcionários da minha ...

. Entre o vale e a montanha

. A lei da bola.

. hoje estou assim

. O Sítio . Capítulo XIX

. a greve que não mais acab...

. Bancos de jardim.

blogs SAPO

.subscrever feeds