Terça-feira, 7 de Março de 2017

Amanhã

07/03/2017, notícia do dia: “mulher morre em casa penhorada”

 

Mulher, fonte do meu amanhecer

Mulher, quanto tens de saber!

Porque és tu, que vais dar à luz

O futuro!

Vais alimentá-lo, encaminhá-lo

Educá-lo, para que não vá contra o muro

Sem ti, não há homem maduro

Tu és o princípio e a continuação

De um sonho que não tem barreiras

Nem limites, nem solução

Continuarás, pelos séculos fora, com a tua criação

Imaginação, motivação, a dar ao Mundo

Novos Mundos, porque cada filho teu é um novo Mundo

Que, das tuas entranhas, nasceu

O Mundo, nunca morreu!

Sempre, sempre cresceu

Na harmonia e diversidade

É uma realidade!

Mesmo que, por vezes, dê passos atrás

Por muito que, a alguém custe

A mulher é que tem a última palavra

E, é para lhe agradar, que o homem se excede

Porque ela é a sua maior inspiração

Nove meses de gestação

São a sua justificação

Tens o Mundo nas mãos

O futuro no olhar

Onde gostava de navegar

Ir à lua e voltar

Para provar, que quando nasce uma criança

Com a conjugação do verbo amar

Nasce um sorriso, que ilumina o juízo

Um rio de sensibilidades e emoções

Que corre de gerações em gerações

A mulher é magia, vida, futuro!

 

 

José Silva Costa

publicado por cheia às 08:28
link do post | comentar | favorito (2)
|
11 comentários:
De Chic'Ana a 7 de Março de 2017 às 11:08
Gostei muito, muito mesmo do poema! =)
Beijinhos


De cheia a 7 de Março de 2017 às 21:11
Muito obrigado. Bom dia internacional da mulher.


De HD a 7 de Março de 2017 às 21:12
Mais uma bela homenagem a todas as mulheres :)


De cheia a 8 de Março de 2017 às 20:35
Elas merecem-na!


De HD a 8 de Março de 2017 às 21:52
Completamente :)


De jabeiteslp a 8 de Março de 2017 às 09:22
E vivam as Mulheres


De cheia a 8 de Março de 2017 às 20:34
Vivam ambos os sexos, em harmonia!


De Melhor Amiga Procura-se a 8 de Março de 2017 às 17:44
Mulher é tudo :-)


De cheia a 8 de Março de 2017 às 20:31
Admiro-as muito, por isso!


De Beatriz a 25 de Março de 2017 às 12:30
Belo poema.


De cheia a 25 de Março de 2017 às 22:08
Muito obrigado.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


.posts recentes

. Os últimos dias

. Nove anos!

. Não temos emenda!

. O Verão negro de 2017

. Uma flor

. A seca

. Quantos são?

. Almoços grátis!

. Verão

. A sala de visitas de Port...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. os erros e a crítica grat...

. Até num hospital existe p...

. Joias

. Os funcionários da minha ...

. Entre o vale e a montanha

. A lei da bola.

. hoje estou assim

. O Sítio . Capítulo XIX

. a greve que não mais acab...

. Bancos de jardim.

blogs SAPO

.subscrever feeds